Gestão de Igrejas

Os desafios de uma igreja em célula

Os desafios de uma igreja em célula

Acredito que todas as igrejas buscam o crescimento, seja ele espiritual – o que deva ser o principal – mas também em número de membros e trabalhar com células, pequenos grupos, grupos familiares, etc., é uma forma saudável e que permite aos membros da igreja um grande envolvimento no processo de crescimento de sua congregação.

Contudo, para se trabalhar com células em uma igreja, há grandes desafios, como a gestão destes grupos, afinal de contas a liderança precisará estar preparada para administrar pessoas, o que não é tão simples e buscar a unidade no trabalho.

Mas antes de falar dos desafios de administrar estes pequenos grupos, precisamos entender o que é de fato uma célula.

Célula ou Pequenos Grupos

Uma célula é nada mais do que um grupo de pessoas que se encontram periodicamente, seja uma vez por semana, ou a cada 15 dias para se reunirem e juntos estudarem a Palavra de Deus. Essas reuniões, normalmente ocorrem na casa dos membros da célula e tem aproximadamente uma hora de duração.

A célula é composta por um líder e seus membros. Este líder, normalmente é escolhido pelo pastor da igreja. Sua função é coordenar os trabalhos do grupo, seguindo a orientação da liderança de sua igreja. Podemos dizer que a célula é nada mais do que uma pequena parte de algo maior, que é a igreja.

Como funcionam as reuniões?

As reuniões destes grupos servem para estudo da Palavra, bem como encorajar seus membros a seguirem a Cristo, ter realmente a Bíblia como sua regra de fé e prática, proporciona que as pessoas troquem experiências vividas no seu dia a dia, para que haja um amadurecimento espiritual entre os participantes e também incentivam os membros do grupo a convidarem outras pessoas para que essas sejam alcançadas pelo evangelho, através de um reunião mais informal, fora das paredes da igreja, o que de certa forma contribui para algumas pessoas que tenham alguma resistência com a religião.

Mas também é preciso ter cuidado com a forma com que as igrejas iniciam seus trabalhos em células, pois é notório que muitos líderes têm buscado aumentar o número de membros de sua igreja a todo custo, sem ter um planejamento ou sem se preocupar com o lado espiritual das pessoas, confundido assim de se ter uma igreja com células e não uma igreja em células.

E há uma diferença entre as duas, pois uma igreja com células, os líderes têm uma maior preocupação em ocupar os membros, dando cargos, tarefas, etc. Já uma igreja em célula, a preocupação é alcançar as pessoas, esse modelo é um dos pilares do crescimento da igreja, não há uma busca por programações que visam o interno, o entretenimento, mas sim uma busca constante por evangelização.

E quais os desafios de se trabalhar com células em uma igreja?

Há inúmeros desafios para se trabalhar com células na igreja e vou listar algumas que normalmente os líderes passam e precisam se atentar para eles:

Não deixar que as “panelinhas” sejam formadas

Quando se trabalha com um grande número de pessoas, é quase inevitável que se formem as famosas panelinhas. É preciso ter sabedoria para fazer as pessoas entenderem que a célula é um grupo para praticar, dentre tantas coisas, o relacionamento cristão e não criar outros grupos dentro deste pequeno grupo.

Busque ser organizado

Independentemente do tamanho do grupo, o líder precisa ser uma pessoa extremamente organizada. Precisa organizar seus horários, programar os encontros e não deixar que as coisas caiam no esquecimento. É preciso ter controle dos membros, falo isso no sentido de saber o porquê das faltas de alguns, como tem se comportado, etc.

É importante ter em mente que o trabalho não é para pessoas, mas é para Deus e por isso tem que ser o melhor de nós. Não pode haver negligência em nenhum setor, pelo contrário, é necessário que seja feito com amor e dedicação.

Ser líder

Quando falo sobre ser líder, quero enfatizar que a pessoa escolhida para liderar uma célula precisa entender a fundo as doutrinas de sua igreja, conhecer a Palavra de Deus, ser exemplo para seus liderados, saber o momento certo de uma exortação e também de dar o carinho quando preciso.

Para ser um bom líder de célula, além do que mencionei acima, é preciso saber gerir pessoas, pois estará lidando com personalidades distintas. Deve ser comedido nas palavras, tardio em irar-se e ter sabedoria para conduzir o trabalho da melhor maneira possível, afinal de contas você estará lidando com sua família, seus irmãos em Cristo.

Busque ter a humildade refletida em Jesus e não se ache o dono da razão, esteja aberto a novos aprendizados com seu grupo. Incentive as pessoas do grupo a darem sugestões e esteja de coração aberto a ouvir críticas, caso aconteça. Assim você e seu grupo caminharão para um crescimento mútuo. Ser humilde, faz parte das qualidades de um bom líder.

Procure um sistema de gestão que possa te ajudar no processo

Ter um sistema de gestão de células a sua disposição, é algo que pode agregar e muito na administração das células de sua igreja.

Saiba como um sistema de gestão pode ajudar na organização das células.

Com um sistema você poderá registrar a presença dos membros nas reuniões, enviar lembretes, preparar os encontros, ter relatórios dos encontros para que a liderança de sua igreja acompanhe o trabalho que está sendo feito, acompanhar os visitantes que vão às reuniões, dentre inúmeras outras vantagens.

Para saber mais sobre um sistema de gestão, fale com um consultor do Controlook e conheça todas as funcionalidades e facilidades que nós podemos te oferecer.

Deixe um comentário